Deck de Madeira: Fotos, Modelos, Dicas, Imagens, Decoração


Os decks de madeira são as opções mais comuns e tradicionais para o piso que fica no entorno de ofurôs, banheiras de hidromassagem e piscinas (veja decks para piscinas), o que exige que o material possua características técnicas particulares e especializadas para esse tipo de local, como aderência, material antiderrapante, resistência a umidade e ao calor e também à exposição ao sol. Os decks mais tradicionais são feitos com madeiras nobres tratadas, ou seja, com resistência a cupins e ao apodrecimento, como as madeiras de árvores como a itaúba e o ipê. Essas madeiras são famosas pela sua beleza estética e também pela funcionalidade e resistência apresentadas após o tratamento selante.

Contudo, nos últimos anos, passou a existir uma grande busca por materiais mais resistentes e econômicos e que exigem um nível e constância de manutenção menos frequentes, o que permite sua implementação em projetos menores ou de menor custo financeiro. Dentre os materiais que vem se tornando tendência para essa finalidade, podemos ressaltar o piso cimentício e o porcelanato, materiais esses que simulam o visual da madeira, assim como o plástico, podendo até mesmo provir de fontes recicladas, ou o mármore e o granito.

Deck de porcelanato: o deck feito de porcelanato pode ser encontrado em uma grande variedade de motivos e cores, indo desde peças que simulam as cores das madeiras mais nobres como outros tipos de materiais. É um produto relativamente barato, de bom acabamento e que tem fácil limpeza e manutenção, além de permitir a aplicação fácil e rápida se comparada com outras soluções, pois pode ser assentado com argamassa. É uma ótima opção para pessoas que não desejam se preocupar com manutenções constantes ou que visam economizar no valor final da obra.

Deck de plástico reciclado: uma solução bastante interessante e que vem ganhando espaço no mercado de decoração é o deck feito em plástico reciclado, que é colocado da mesma maneira que os tradicionais decks de madeira, por meio de encaixe de partes plásticas. Além de ser uma opção mais barata e durável, o deck plástico também é ecologicamente correto por utilizar materiais recicláveis e exigir cuidados menores e menos frequentes em sua manutenção, além de descartar a utilização de compostos como inseticidas e vernizes. Em comparação com a madeira, que necessita de procedimentos de manutenção anual, o deck feito de plástico reciclado pode ficar bastante tempo sem que seja necessária sua manutenção ou troca.

Deck de madeira de lei ou madeira de reflorestamento: já o tradicional deck de madeira de lei é a opção visualmente mais bonita, mas também é aquela que apresenta o valor mais alto para aplicação e manutenção. Por ser feito de madeira pura, tratada para se tornar impermeável a líquidos e imune a fungos, cupins e decomposição, a madeira é uma escolha que exige cuidados específicos e que demanda tratamento, sendo que o custo final tende a ser maior. Também existe a possibilidade de utilizar madeira de reflorestamento que, embora mais barata, também apresenta um valor mais acentuado do que as suas contrapartes de plástico ou de porcelanato.

Como escolher o deck ideal: A escolha do material a ser utilizado par a construção do deck deve levar em conta custos, área de aplicação e também tempo e clima locais. Para ambientes menores ou que exijam mais conforto e elegância, opções como o porcelanato e a madeira tendem a ser os mais indicados, enquanto decks próximos a churrasqueiras ou regiões litorâneas a opção por decks de porcelanato ou de plástico pode ser uma escolha melhor, dada a facilidade para a limpeza e a exposição da peça à salinidade. Também é importante levar em consideração o orçamento para a construção do deck, o que pode limitar a escolha dos materiais ou sua aplicação.

Em todos os casos, a dica geral é buscar por opções que se encaixem bem em seu projeto e que tenham o acabamento e as qualidades que você procura. Fazer pesquisas e comparar preços também é uma ótima opção para aqueles que querem um resultado final bonito e interessante mas que não desejam gastar muito dinheiro. Acima de tudo, é importante sempre lembrar que não existem regras rígidas e imutáveis no mundo da decoração, portanto criatividade e ousadia são seus parceiros na hora de desenvolver qualquer tipo de projeto de design.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe!

Seus amigos vão adorar! :)